domingo, 4 de dezembro de 2016

Workshop - A Cozinha Verde


O workshop de hoje da Filipa Range, da Cozinha Verde, foi uma surpresa tão boa. Além do bonito espaço onde foi realizado - a Galeria GIVLowe - e da comida confeccionada, a disponibilidade, descontracção e simpatia da Filipa foram uma mais valia para que tudo corresse tão bem. Foram duas horas de um domingo de folga muito bem passadas!

O espaço chama logo à atenção. A Galeria GIVLowe é onde a Filipa costuma fazer os workshops. Um sítio despretensioso e bonito, que nos convidou, de imediato, a uma manhã diferente e livre de crueldade. 



O workshop foi de iniciação à cozinha vegan. Na verdade, já estava familiarizada com alguma das receitas que se falaram. No entanto, as dicas da Filipa, os produtos utilizados e a própria confecção dos mesmos ensinaram-me muitas coisas novas. Para além de que é sempre preciso, pelo menos no meu caso, uma motivação extra para me pôr de mãos dadas com a cozinha e novas ideias para a criatividade vir ao de cima. Por isso, esta iniciativa foi óptima e mal posso esperar para ir a outro workshop da Cozinha Verde! 




Os pratos confeccionados foram overnight oats, falafel, pesto de caju e trufas de energia. No entanto, a Filipa não se limitou a ensinar-nos a fazer estes pratos e, em duas horas muito interactivas, ajudou-nos a adaptar receitas, a tirar partido do que temos em casa, e a escolher os produtos que utilizamos da melhor maneira. Aliciou os não-vegetarianos a experimentar e os vegetarianos a reinventarem os pratos.





Este workshop permitiu-nos ainda experimentar alguns produtos da ISWARI, que fiquei com tanta vontade de auto-oferecer-me de presente de natal!



Bolinhas de falafel em pão integral, com molho pesto de caju e overnight oats com topping a gosto.




 Trufas de energia, tão boas!



Os queijos da VIOLIFE - marca vegan que ganhou o prémio VegFest Awards 2016 - foram outro dos produtos que pudemos degustar. Como a própria Filipa nos disse, o queijo foi o mais difícil de ter deixado, ao introduzir uma alimentação estritamente vegetariana. Como o açúcar, o queijo contém produtos aditivos, o que nos faz ser mais difícil de o conseguir esquecer! Este queijo vegan é qualquer coisa de especial. Tem um sabor e textura muito bons, sendo muito fácil querer passar a usá-lo no dia a dia. Lacto-vegetarianos.. já não há desculpa :) (Bem, na verdade há para os Lisboetas - este queijo ainda não há venda por cá!). 


Obrigada Filipa! :)

Sem comentários:

Enviar um comentário